Santa Casa de Misericórdia de Sobral homenageia religiosa que viveu no hospital por quase 50 anos

Irmã Alyde 5

Dos 95 anos de existência da Santa Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS), 46 anos da vida de Irmã Ana Alayde Chaves de Araújo, da Congregação das Filhas de Sant’Ana, foram dedicados ao hospital. A religiosa dedicou-se arduamente nos cuidados dos mais necessitados, e na terça-feira (01/12) foi homenageada pela instituição em forma de agradecimento pela doação e serviços prestados há quase 50 anos. Entrega de comenda e flores emocionaram a despedida de Irmã Alayde da Santa Casa. Ela foi residir em Fortaleza, na Casa de Oração de sua Congregação localizada em Messejana, onde será cuidada e conviverá com irmãs contemporâneas.

A homenagem aconteceu no Departamento de Ensino, Pesquisa e Extensão (DEPE) da Santa Casa, e contou com a presença de coordenadores dos diversos serviços assistenciais e administrativos, e de familiares de Irmã Alayde. A decisão de saída do hospital, foi tomada pela Congregação das Filhas de Sant’Ana, respeitando a vontade de Irmã Alayde. A comenda de agradecimento pelo tempo e serviços dedicados à instituição foi entregue pelo diretor-geral do Complexo SCMS, Klebson Carvalho Soares, e pelo diretor técnico da Santa Casa, Dr. Sávio Arcanjo.

Irmã Alayde 3

Missão de fé

 “A História da Santa Casa se inicia também com a chegada das religiosas Filhas de Sant’Ana ao hospital. Dom José Tupinambá da Frota as convidou para administrar seu projeto, e oferecer todo apoio espiritual aos mais necessitados. Missão que as religiosas seguem com maestria. Só temos a agradecer à Irmã Alayde por toda dedicação e cuidado com as vidas que foram e continuam sendo salvas dentro de nossa instituição”, destaca Klebson Carvalho.

Além dos profissionais da instituição, familiares da religiosa também se fizeram presentes na homenagem. “Queremos agradecer a Deus, e a Santa Casa, assim como as irmãs que fazem parte da congregação dela, por terem ajudado a realizar esse trabalho bem feito, obras que repercutiram na região. Ouvimos muitos relatos sobre as obras de caridade que ela desenvolveu, marcando a vida de muitas pessoas. Hoje ela está indo morar em Fortaleza, mas sempre buscaremos sermos presentes e desfrutar da companhia dela”, ressalta Carlos Alberto Chaves, sobrinho de Irmã Alayde.

Irmã Alayde 6

Irmã Alayde 8

Irmã Alayde 10

Irmã Alayde 9

Irmã Alayde 11

Irmã Alayde 4

Irmã Alayde 2

 

Biografia

Irmã Alayde 12

Irmã Ana Alayde Chaves de Araújo nasceu no dia 02 de Março de 1930 em Viçosa do Ceará. Filha de pais agricultores: Joaquim Chaves de Araújo e Martiniana Paz de Araújo, os quais tiveram sete filhos, ficando ela na posição de sexta. Ingressou na Vida Religiosa na Congregação das Filhas de Sant’Ana aos 21 anos de idade no dia 12 de Outubro de 1951, e no dia 22 de Julho de 1952 foi para o Noviciado em Recife – PE, onde continuou sua formação religiosa.

Cursou o Pedagógico e o curso de Datilografia, concluindo o período de formação do Noviciado. No dia 26 de Julho de 1954 professou os Conselhos Evangélicos de Castidade, Pobreza e Obediência. Logo após foi transferida para sua primeira comunidade na Santa Casa de Misericórdia em Belém do Pará e como Juniorista fez o curso de Auxiliar de Enfermagem.

No dia 26 de Julho de 1959 professou os Votos de Perpétua Consagração a Deus seu Único Bem. Em 1961 foi transferida para a Casa de Saúde São Raimundo em Fortaleza – CE, onde já atuava como Auxiliar de Enfermagem. No mesmo ano a Provincial solicitou a sua presença e missão para o Hospital Barão de Lucena em Recife – PE.

Em 1963 mais uma vez a Provincial solicita sua colaboração para a Beneficente Portuguesa em Manaus – AM, onde continuou exercendo sua missão como Auxiliar de Enfermagem. Ainda muito ativa e sempre pronta a atender as necessidades da missão, em 1973 foi solicitada para a Beneficente Portuguesa em Belém do Pará, onde passou um ano naquela Comunidade e no início do ano de 1974 foi solicitada para a Santa Casa de Misericórdia de Sobral – CE, onde residiu até 01 de dezembro de 2020.

Exerceu sua missão como Auxiliar de Enfermagem na Maternidade Sant’Ana de 1978 1988, desempenhando sua missão com responsabilidade, zelo, amor e doação materna.

Muito observadora e sempre atenta às necessidades do Hospital, como também dos enfermos “Pérolas Preciosas de Nosso Senhor”. Nos tempos livres aproveitava para fazer trabalhos manuais, fazia sapatinhos de crochê por encomenda e para doar aos bebês da Maternidade Sant’Ana.

Fez o curso de Ciências Religiosas, e quando impossibilitada por motivos de saúde em continuar como Auxiliar de Enfermagem exerceu sua missão na Assistência Religiosa e Espiritual dos enfermos e familiares. Hoje, Irmã Ana Alayde Chaves de Araújo, com 90 anos de idade, vive uma vida orante e silenciosa.

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial