Funcionários do Serviço de Hemodiálise do Complexo Santa Casa de Sobral realizam visita à Coordenadoria de Assistência Farmacêutica em Fortaleza

WhatsApp Image 2021-05-27 at 15.49.50

Com o objetivo de aperfeiçoar processos de solicitação de medicamentos de alto custo para tratamento de pacientes, funcionários do serviço de hemodiálise realizaram uma visita técnica à Coordenadoria de Assistência Farmacêutica/Secretaria da Saúde – COASF/CEAF em Fortaleza na segunda-feira (26/05).

Participaram da visita o gerente do Serviço de Hemodiálise, Flávio Sales, e a assistente administrativo, Jaiane Gonçalves, e proporcionou melhor entendimento sobre o funcionamento e preenchimento correto das APACS/LMES de solicitação de medicação de alto custo, bem como o fluxo de dispensação das medicações.

De acordo com Flávia Sales, os LMES (Laudo de Medicamentos Especializados do SUS) são formulários que devem ser preenchidos de seis em seis meses e devem ser acompanhadas da receita médica, e a prescrição do médico deve estar de acordo com os protocolos clínicos e diretrizes terapêuticas do Ministério da Saúde. “Por meio dos protocolos são estabelecidos os critérios de inclusão e exclusão do tratamento e medicamentos fornecidos nas farmácias de alto custo”, explica.

Tais medicações solicitadas (Alfaepoetina, Sevelâmer, Calcitriol, Cinacalcete, Hidróxido de ferro) garantem o controle de diversas complicações causadas pela doença renal crônica dialítica, tais como: anemia crônica, risco cardiovascular decorrente de hiperfosfatemia e doença óssea. “Essas complicações afetam negativamente a qualidade de vida dos pacientes submetidos à hemodiálise. Assim, essas medicações são essenciais para um melhor nível de qualidade de vida dos pacientes renais crônicos”, destaca o gerente administrativo.

WhatsApp Image 2021-05-27 at 15.50.29

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial
Facebook
Facebook
YOUTUBE
YOUTUBE
Instagram