Serviço de Hemoterapia da Santa Casa de Misericórdia de Sobral garante rapidez e eficiência no atendimento e recuperação de pacientes

banco2

Os pacientes atendidos pelos diversos serviços oferecidos pela Santa Casa de Misericórdia de Sobral (SCMS) contam com a agilidade e rapidez do Serviço de Hemoterapia, uma agência de banco de sangue e seus componentes, abastecidos diretamente pelo Hemoce (Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará).  Em 2019, o Serviço de Hemoterapia realizou mais de 5.700 transfusões de sangue no Hospital.

A SCMS realiza cerca de 500 transfusões de sangue por mês. Sendo essencial para um atendimento e recuperação de qualidade, o processo de transfusão, que é realizado por uma equipe treinada, acontece com mais frequência em pacientes hematológicos e renais crônicos, tendo também forte demanda na Emergência, nas enfermarias, Centro Cirúrgico e UTIs (Unidades de Terapia Intensiva).

Abastecimento

banco

O processo de abastecimento de sangue é realizado pelo Hemoce ao ser solicitado pelo Serviço de Hemoterapia do Hospital, que direciona um circulante treinado para realizar o transporte adequado dos materiais em caixas térmicas, garantindo sua preservação.

Ação

A equipe do Serviço de Hemoterapia, ao ser solicitada, se dirige até o paciente, recolhe amostra do material, retorna ao laboratório para realizar exames pré-transfusionais, em seguida retorna ao encontro do paciente para realizar as transfusões, que são registradas em prontuários e nos sistemas do serviço. Em média, o processo de transfusão demora entre 1h 1h30.

Importância da Doação de Sangue

O Serviço de Hemoterapia da SCMS, não dispõe de um banco de coleta de sangue, mas reconhece e apoia a importância das doações que abastecem o Hemoce. A técnica de enfermagem do Serviço de Hemoterapia da SCMS, Carmelandia Gomes, lembra que uma bolsa de sangue pode salvar até quatro vidas, pois são extraídos quatro componentes: plaquetas, hemácias, plasma e leucócitos. “Levar vida aos pacientes é nossa função. Várias vezes já acompanhamos pacientes quase sem vida, quando colocamos o sangue, ou outro componente, a força revigora, é emocionante”, revela Carmelandia.

De acordo com a técnica de enfermagem do Serviço de Hemoterapia da SCMS, Verene Macário, a utilização dos componentes sanguíneos fornecidos por uma doação garantem praticidade e diferença no atendimento e recuperação dos pacientes: “As plaquetas são utilizadas em pacientes que estão com sangramento bastante ativo, principalmente em pacientes hematológicos, pois quando a plaqueta deles abaixa, possuem mais facilidade de sangrar. Já as hemácias são direcionadas a cirurgias, pacientes com hemoglobina baixa e pacientes de emergência, e o plasma também em pacientes de emergência, pois ajuda a parar o sangramento”, explica.

banco1

banco5

Social media & sharing icons powered by UltimatelySocial